quarta-feira, 27 de abril de 2011

A Luz do Blues

   Rompendo a noite
   Na cala da noite
   Buscando prazer
   Eu encontro você

   Caminhando sob as estrelas
   À luz pungente da Lua cheia
   Cantando um Blues

   Rompendo a noite
   Na calada da noite
   Eu descubro um segredo
   Que eu não tenho medo
   Da encruzilhada
   Da batalha armada
   Das forças que governam
   O outro mundo
   Eu sinto um mistério profundo
   Quando eu canto  o Blues

   Rompendo a noite
   Na calada da noite
   Eu encontro você
   O Senhor dos Abismos
   Que me dá o Poder
   De seguir meu Destino
   De cantar o lamento
                  Dos escravos
   Ecoar por dentro
             Uma Luz Negra que é

             A Luz do Blues

2 comentários:

  1. Ontem à noite eu procurei
    alguma coisa blues em mim
    um aço de elo
    um poema singelo
    cheirando a capim...

    ResponderExcluir